O grande inimigo da união, entre os africanos!!!

uniaoafricanos

Seguindo o raciocínio de Platão, O mito da caverna (aconselho a leitura, para melhor compreensão deste pequeno texto) agora os Africanos que tentam sair da inércia, pelo trabalho com toda dedicação, são encostados a parede pelas ervas daninhas. São aparentemente africanos ou melhor, a primeira vista são, mas um olhar mais apurado e se revelam no tom da pele, mas as ideias e a visão do mundo muito afunilada. Na forma como se movimentam e a falta de ideais ou metas. Não percebem, o quanto é libertador sair da mentalidade do bairro e olhar para o mundo com olhos de ver. Fazem o trabalho de quem está interessado em separar os Africanos para continuar a minar e Aguarda a implosão com os seguintes chavões: Os Angolanos são preguiçosos, os caboverdianos são os reis das facas, os Guineenses são traiçoeiros e os Santomenses os falsos etc etc.

Sabemos que isto é tudo mentira, mas deixa mazelas na cabeça dos mais fracos, e acabam por se deixar influenciar por muitos desses discursos, completamente desajustados.

Desenraizaram os Africanos, a pátria o sentido de nação se esfumou no "chamom" e no "Extasy" consumidos nas raves e festivais sem outro propósito. Infantilizaram as mentes e as tornaram barris de pólvora que inevitavelmente acaba por explodir de variadas formas. Num elogio mal interpretado, na incapacidade de olhar apenas para o lado positivo mas a carência é tal, que só consegue direcionar para o lado afetivo, qualquer elogio.

A virtude fundamental do ser humano, é a fraternidade , resgatar valores e transmitir conhecimento
A leitura leva-nos a grandes viagens onde as nossas certezas são postas a prova todos os dias.
Abandonar a leitura é desconhecer o que é a "Disgrafia" é se perder no caminho.

Escrito por: André Teixeira aos 15/08/2018

Share This